ONS eleva previsão de armazenamento no NE para 12,3% no fim de janeiro

SE/CO e Sul devem ter precipitações acima da média histórica este mês

O Operador Nacional do Sistema Elétrico revisou para cima a expectativa de armazenamento na região Nordeste no fim de janeiro. O ONS espera que os reservatórios da região terminem o mês com 12,3%, ante 8,4% da previsão da semana anterior. A afluência no Nordeste também melhorou e deve ficar em 35% da média de longo termo. A região Norte que também está com situação crítica a expectativa é chegar ao próximo dia 31 com 25,4% da capacidade e vazão de 39% da MLT.

Já o principal subsistema do país, Sudeste/Centro-Oeste, também vê uma recuperação dos reservatórios. A expectativa do ONS é de um armazenamento de 44,6% da capacidade com afluência de 128% da média histórica. No Sul, a vazão de 218% da MLT manterá os reservatórios cheios, com 95,7% da capacidade.

O valor médio do Custo Marginal de Operação para a semana operativa, que começa no próximo sábado, 16 de janeiro, recuou nos quatro subsistemas. No SE/CO e no Sul, o valor do CMO caiu para R$ 9,66/MWh; no Nordeste para R$ 304,29/MWh; e no Norte para R$ 12,78/MWh.

A carga do Sistema Interligado Nacional deve recuar menos do que o esperado na semana passada durante o mês de janeiro. A perspectiva agora é de um recuou de 3,8%, em decorrência da revisão das quedas de SE/CO e Sul para 4,8% e 5%, respectivamente. Já no Nordeste, houve reversão de expectativa para uma queda de 3,3%, contra alta de 0,5% anteriormente.

O despacho térmico programado para a semana está em 14.602 MW médios, desses 7.299 MWmed são por garantia energética e 4.312 MWmed por ordem de mérito.

Para checar a evolução do CMO e gerar gráficos com múltiplos parâmetros acesse o Monitor Energia disponível para assinantes do CanalEnergia Corporativo