Chesf à espera para alterar vazão no São Francisco

Índice deve mudar de 900m³/s para 800m³/s. Redução será simultânea nas UHEs Três Marias e Sobradinho

A Chesf está se preparando para nova redução de vazão do Rio São Francisco, de 900m³/s para 800m³/s. Em reunião realizada em Brasília, na última terça-feira, 15 de dezembro, a Agência Nacional de Águas sinalizou que a vazão será reduzida, ao mesmo tempo, nos reservatórios de Três Marias (MG) e de Sobradinho (BA).

De acordo com  o superintendente de Operação da Chesf, Ruy Barbosa Pinto Júnior, a vazão do reservatório de Três Marias passará de 400 m³/s para 300 m³/s. Já em Sobradinho, a vazão reduzirá dos atuais 900 m³/s para 800 m³/s. Segundo ele, a operação será simultânea e só será iniciada após autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais e Renováveis e da ANA e também com a distribuição dos comunicados com os usuários e atendimento aos condicionantes da autorização especial. Na reunião realizada, o Ibama informou que se posicionará quanto a uma possível autorização até o próximo dia 18 e, em seguida, a ANA deverá fazer o mesmo.

A Chesf informou que iniciará os testes de redução gradual da saída da água de Sobradinho pelo menos sete dias após a emissão das autorizações e aguarda mais informações sobre a complexidade de novos condicionantes ambientais para o procedimento. O superintendente diz que a empresa está sensível ao momento hidrológico enfrentado na região. Para ele, a geração de energia hidrelétrica não é prioridade no momento, pois já se tem abastecimento garantido.