Térmica no Amapá consegue entrar no Reidi

Eólicas da Renova na Bahia e usina solar no Ceará também são aprovadas no regime

O Ministério de Minas e Energia aprovou nesta quarta-feira, 9 de dezembro, o enquadramento ao Regime Especial de Incentivos ao Desenvolvimento da Infraestrutura da UTE Oiapoque, que fica localizada na cidade de Oiapoque, no Amapá. A usina tem 12,8 MW e vai suprir a região. O período de execução de obras vai até 1º de maio de 2016. Os investimentos necessários, sem a incidência de PIS/Cofins, serão de R$ 21,6 milhões.

As eólica Umburanas 23 e 25, de propriedade da Renova Energia, também foram enquadradas ao regime. Elas ficam na cidade baiana de Sento Sé.  A Umburanas 23 tem 16,5 MW de potência e vai custar R$ 60,7 milhões, sem impostos. Já a Umburanas 25 tem 17,1 MW de potência e vai custar R$ 62,6 milhões, sem impostos.

Quem também conseguiu enquadramento ao Reidi foi a UFV Banabuiú, no Ceará. A usina solar fotovoltaica fica na cidade de mesmo nome e vai ter 30 Unidades Geradoras de 1.136 kW, totalizando 30 MW de capacidade instalada. As obras serão executadas no período de agosto deste ano até 1º de outubro do ano que vem. Os custos para implantação serão de R$ 161 milhões, sem impostos.