Barata reconhece resultado ruim dos leilões de transmissão

Governo garante que está empenhado em resolver o problema

O secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Luiz Eduardo Braga, reconheceu nesta sexta-feira, 27 de novembro, o fracasso que tem sido os últimos leilões de transmissão, contradizendo as falas dos representantes da Aneel, que insistem em dizer que os certames têm alcançado sucesso mesmo com a maior parte dos lotes vazios. "Os leilões de transmissão têm apresentado resultados – que nós somos obrigados a reconhecer, resultados ruins", disse durante participação no sétimo Encontro Nacional do Mercado Livre, promovido pelo Grupo CanalEnergia e realizado na Bahia.

Nos dois últimos leilões de transmissão, de 23 lotes ofertados, apenas oito foram arrematados. Barata explicou que não adianta aumentar a Receita Anual Permitida dos empreendidos e disse que o governo está empenhado em resolver o problema. "Como a nossa decisão antes é de abertura, transparência e reconhecimento das coisas, nós estamos fazendo uma análise bastante criteriosa em toda a cadeia para identificar quais são os problemas que nós temos, porque não adianta a gente ficar só aumentando o valor da RAP, não adianta oferecer R$1 bilhão que o agente não vai aceitar, porque os problemas vão continuar. Nós estamos olhando com cuidado, porque entendemos que a questão da segurança da transmissão afeta ambos os ambientes, o ambiente livre e regulado."