Região Sul bate recorde na geração de energia eólica

Na Bahia, fim dos testes em subestação vai permitir maior escoamento de energia eólica

Depois dos seguidos recordes de geração eólica no Nordeste e no montante produzido em todo o país, as usinas eólicas da região Sul alcançaram a maior marca já registrada. Segundo o Ministério de Minas e Energia, na última sexta-feira, 20 de novembro, a geração eólica na região alcançou 1.097 MW médios. Essa energia gerada pelos ventos na região Sul no dia é suficiente para abastecer aproximadamente 4,85 milhões de unidades consumidoras residenciais, com base no consumo médio de energia elétrica residencial de 5,5 kWh/dia.

Com a expansão da geração elétrica no Brasil privilegiando as fontes limpas e renováveis, a energia eólica vem batendo sucessivos recordes. No dia 2 de novembro, a geração eólica no Sistema Interligado Nacional chegou a 4.215 MW médios, superando os 3.921,5 MW médios gerados no dia 9 de agosto de 2015, e atingindo marca recorde. No mesmo dia, a geração eólica no Nordeste também registrou seu maior montante, com 3.198 MW médios gerados pelos ventos.

Para escoar ainda mais a energia produzida pelas usinas eólicas, foram concluídos na semana passada os testes de energização do segundo transformador, 230/138 kV de 100 MVA, da subestação Senhor do Bonfim II, da Chesf, localizada na Bahia, e da linha de transmissão 230 kV Igaporã II / Igaporã III, também da Chesf. Esta LT vai permitir o escoamento de geração proveniente de parques eólicos instalados na região.