Aneel fixa cotas do Proinfa para janeiro de 2016 em R$ 15,7 milhões

Valores da CDE para setembro de 2015 somam aproximadamente o mesmo montante

A Agência Nacional de Energia Elétrica definiu nesta segunda-feira, 23 de novembro, as cotas de custeio do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas relativas ao mês de janeiro de 2016, que se destinam às concessionárias de transmissão que atendam consumidor livre ou autoprodutor conectada na Rede Básica do Sistema Interligado Nacional. As cotas deverão ser pagas para a Eletrobras até o próximo dia 10 de dezembro. O montante total das cotas chegou a R$ 15.784.554,98. A empresa que vai recolher o maior valor será a Eletronorte, com R$ 5.716.284,42. A Chesf vem logo em seguida, com R$ 3.222.260,98. A Itatim, por sua vez, vai recolher somente R$ 61,59 de cota do Proinfa.

A Aneel também estabeleceu as cotas do encargo da Conta de Desenvolvimento Energético referentes a setembro de 2015 para as transmissoras. O prazo para recolhimento do dinheiro vai até o dia 30 de novembro de 2015. As cotas totalizaram R$ 15.774.468,5. O maior valor, de R$ 3.742.521,09, será desembolsado pela Copel. Logo após vem a Cemig GT, com R$ 2.471.203,56. A Itatim, mais uma vez, terá que pagar a menor cota, que chega a R$ 518,62.