CCEE indica aumento de 15% na geração de usinas à biomassa no primeiro semestre

Foram gerados 1.860 MW médios nos primeiros seis meses do ano. São Paulo lidera ranking de produção da fonte

As usinas movidas à biomassa produziram 15% a mais de energia no primeiro semestre de 2015 em relação ao mesmo período do ano passado. O levantamento da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica mostra o incremento na geração da fonte, mesmo em meses que incorporam boa parte da entressafra do setor.

O montante médio produzido no primeiro semestre do ano, 1.860 MW médios, foi 239 MW médios superior ao registrado no mesmo período de 2014, quando foram gerados 1.621 MW médios. São Paulo segue como principal produtor de energia a partir da fonte no país. As usinas paulistas geraram 841 MW médios no primeiro semestre de 2015. Na segunda posição aparece o Mato Grosso do Sul com 272 MW médios, seguido por Goiás (208 MW médios) e Minas Gerais (182 MW médios).

Em termos de crescimento, na comparação entre 2014 e 2015, o Mato Grosso do Sul foi o estado que mais incrementou sua produção em 89,9 MW médios alcançando 271,6 MW médios (+50%). O Maranhão teve aumento de 32 MW médios e atingiu 60,7 MW médios (+112%), enquanto a Bahia gerou 31,6 MW médios a mais, atingindo 60,8 MW médios (+108%).

Os dados consolidados da CCEE apontam ainda que a capacidade instalada das plantas movidas à biomassa também atingiu marca expressiva no primeiro semestre de 2015, chegando a 10.793 MW em junho, o que significa uma representatividade de 7,7% na matriz energética brasileira. A expansão é de 9,4% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a capacidade era de 9.868 MW. São Paulo também é o principal destaque com 5.056 MW em capacidade instalada, seguido por Mato Grosso do Sul (1.669 MW), Minas Gerais (1.110 MW) e Goiás (1.015 MW).