PLD impacta positivamente na redução dos encargos

Dados da CCEE apontam para R$ 5,6 bilhões de ESS em 2015, ante a uma estimativa anterior de R$ 7,4 bilhões

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica apresentou nesta segunda-feira, 31 de agosto, análise do comportamento das afluências no Sistema Interligado Nacional em agosto e a previsão para setembro. A queda nos índices de precipitações esperados, principalmente para os submercados Sudeste/Centro-Oeste e Sul, impactaram no aumento do PLD para a primeira semana de setembro, mas reduziram as estimativas dos Encargos de Serviços dos Sistemas.

Segundo o gerente de Preço da CCEE, Rodrigo Sacchi,  elevação esperada do PLD reduziu a perspectiva para 2015 do encardo de serviço do sistema, que foi revista de R$ 7,4 bilhões (previstas no último encontro do InfoPLD) para R$ 5,6 bilhões. Os níveis dos reservatórios das hidrelétricas de todas as regiões sofreram decréscimo com ênfase para o Sul, que atingiu 77,7% da capacidade ao final do mês frente os 96,8% registrados anteriormente. No Norte, o índice caiu 12,1%, ficando em 63,5%, enquanto passou de 22,55% para 18,5% no Nordeste. Os reservatórios do Sudeste, por sua vez, caíram 3 p.p, passando de 37,4% para 34,4% na comparação com o mês anterior.