CCEE revisa projeção do GSF para 88% em setembro

No mês, o valor médio do PLD deve ficar em R$ 242/MWh nos quatro submercados

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica revisou a projeção do fator de ajuste conhecido como GSF. A estimativa atualizada é que as hidrelétricas integrantes do Mecanismo de Realocação de Energia produzirão em setembro o equivalente a 88% de suas garantias físicas, ou 40.841 MW médios em energia elétrica. A estimativa anterior era para uma produção equivalente a 89,2% da garantia física das hidrelétricas do MRE em setembro, ou, 41.865 MW médios. O resultado reflete uma hidrologia menos favorável do esperado. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 31 de agosto, durante a reunião do InfoPLD.

Em agosto, a Energia Natural Afluente verificada foi de 89% no Sudeste, 79% no Sul, 50% no Nordeste e 76% no Norte, ante a uma estimativa de 125%, 169%, 53% e 80%, respectivamente. Para setembro, a expectativa de afluência é de atingir 87% da Média de Longo Termo no submercado Sudeste; 89% no Sul; 51% no Nordeste; e 76% no Norte.

Por outro lado, graças a uma revisão (para baixo) da previsão de caga, os novos dados da CCEE projetam que em dezembro as UHEs integrantes do MRE atingirão uma produção equivalente a 100,8% de suas garantias físicas, ou 46.774 MW médios. Caso esse cenário se concretize, será a primeira vez no ano em que os geradores não serão impactados por um ajuste nas GFs.

Em setembro, a CCEE projeta que o valor médio do Preço de Liquidação das Diferenças ficará em R$ 242/MWh nos quatro submercados, se mantendo nessa faixa acima de R$ 220/MWh até o final de novembro. A partir de dezembro, o PLD deve cair para uma média de R$ 156/MWh em todos os submercados, mantendo uma trajetória decrescente nos primeiros meses de 2016.