Renova apresenta prejuízo de R$ 27,2 milhões no segundo trimestre

Empresa acumula resultado negativo de R$ 56,4 milhões no ano, mas Ebitda apresenta crescimento

A Renova Energia registrou resultado negativo de R$ 27,2 milhões no segundo trimestre de 2015. A empresa acumula um prejuízo de R$ 56,4 milhões no ano. No segundo trimestre de 2015, o Ebitda da companhia foi de R$ 58,2 milhões, expansão de 149,3% em relação ao mesmo trimestre de 2014. No acumulado do ano, o Ebitda está em R$ 120,9 milhões, crescimento de 103% em relação ao primeiro semestre de 2014. Os resultados foram divulgados a última terça-feira, 4 de agosto.

A receita operacional líquida atingiu R$ 119,5 milhões no segundo trimestre, aumento de 109,4% na comparação com o mesmo período em 2014. A variação da receita no trimestre é decorrente principalmente da maior receita das eólicas, em função do início de operação dos parques do LER 2010 a partir de outubro de 2014 e de quatro parques do LEN A-3 2011 em março deste ano, portanto receitas não existentes no mesmo período do ano anterior. Neste trimestre também ocorreram ajustes financeiros da geração das eólicas no valor de R$ 23,5 milhões, pois o LER 2009 e o LER 2010 geraram maior volume de energia do que o volume comercializado e também houve ajustes do LER 2009, contabilizados no período de transição entre o apto a operar e a operação comercial.

Os destaques da empresa no período são celebração de acordo com a SunEdison/TerraForm Global e celebração de contrato entre a SunEdison e a Light Energia para compra de ações da Renova, detidas pela Light e consequente ingresso da americana no bloco de controle da companhia brasileira.