LER: preço para energia solar é fixado em R$ 349 por MWh

Valor é 33,2% superior ao apresentado no leilão de 2014

O preço-teto do 1º leilão de energia de reserva foi fixado em R$ 349 por MWh. O valor é 33,2 % superior aos R$ 262/MWh apresentados no leilão de 2014, que inaugurou a participação da fonte solar em leilões promovidos pelo governo. O preço foi divulgado nesta terça-feira, 28 de julho, durante reunião de diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica.

O leilão, a ser realizado no 28 de agosto em São Paulo, é destinado à contratação de energia elétrica proveniente de novos empreendimentos de geração a partir de fonte solar fotovoltaica, com início de suprimento em 1º de agosto de 2017. Segundo a Empresa de Pesquisa Energética, foram cadastrados 382 projetos para esse leilão, totalizando uma oferta de capacidade instalada de 12.528 MW.

Pela localização dos projetos, o maior potencial está nos estados da Bahia, Piauí e Rio Grande do Norte. "Isso mostra que a região está vocacionada não só para energia eólica, mas também para solar", disse o diretor da Aneel Reive Barros, que destacou que esse leilão é voltado basicamente para o Nordeste do Brasil. 

Os projetos estão localizados nas regiões do semiárido nordestino, o que passa ser um dado importante, pois além de geração de energia, a fonte solar trará desenvolvimento social para alguns municípios brasileiros. "O sol que sempre castigou a Região Nordeste agora se apresenta como vetor de desenvolvimento regional , sobre tudo no semiárido", destacou o diretor da Aneel André Pepitone.