Usinas eólicas elevam produção de energia em 176%

Geração alcançou 2 GW médios em maio. Capacidade instalada atingiu marca de 6,2 GW em 2015

As usinas eólicas brasileiras, em maio, produziram 176% a mais de energia na comparação com o mesmo período do ano passado. Foram gerados 2,03 GW médios, enquanto o montante em 2014 foi de 0,73 GWmed, segundo dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, divulgados na última quarta-feira, 15 de julho.

A capacidade instalada da fonte no país, em maio, chegou a 6,2 GW. O crescimento é de 78%, em relação ao mesmo período do ano passado, quando a capacidade era de 3,5 GW. O número de usinas cadastradas na CCEE em maio, com 244 plantas em funcionamento, acompanhou o desenvolvimento da fonte, que tinha 139 instalações que faziam parte da matriz energética brasileira em maio de 2014. 

A maior geração eólica por estado, em maio, foi alcançada no Rio Grande do Norte, com o registro de 720 MW médios, montante 152% maior do registrado em 2014. Na sequência, aparece Bahia com 463 MW médios (+363%), Ceará com 380 MW médios (+165%) e Rio Grande do Sul com 328 MW médios, que significa 158% a mais do que em maio do ano passado.

Os dados consolidados da CCEE apontam que, em capacidade instalada, o Rio Grande do Norte (2.104 MW) também é o principal destaque, seguido por Ceará (1.301 MW) e Rio Grande do Sul (1.300 MW).