Itaipu atinge novo pico de vertimento

Passaram pelo vertedouro da hidrelétrica 8.740 m³/s na madrugada desta terça-feira, 14

A hidrelétrica Itaipu Binacional atingiu novo pico de vertimento na madrugada desta terça-feira, 14 de julho. Por volta de 2 horas, passaram pelo vertedouro da usina, no Rio Paraná, 8.740 metros cúbicos por segundo. A usina não está operando na cota máxima, mas começou a verter no final de semana para controlar o reservatório e minimizar enchentes a jusante.

A cota de operação normal da usina varia entre 219 e 220,50 metros acima do nível do mar. Itaipu que iniciou o vertimento em torno da cota 219,50 m já está trabalhando na cota 219,90 m. Com a medida preventiva, Itaipu controla a quantidade de água para a geração de energia elétrica e a que será escoada pelo vertedouro na tentativa de minimizar os impactos rio abaixo, utilizando o restante da capacidade de armazenamento para amortecer o pico de cheia. A expectativa é que no final da cheia o reservatório se eleve a capacidade máxima.

A comissão de cheia de Itaipu foi reativada desde a última segunda-feira, 13, e mantém os órgãos responsáveis informados sobre todas as medidas preventivas que devem ser adotadas em caso de inundações.