AES Sul vai inaugurar nova subestação no Rio Grande do Sul

Empreendimento beneficia 50 mil clientes, e demandou R$ 10,3 milhões em investimentos

A AES Sul vai inaugurar no próximo dia 24 de julho uma das suas mais importantes obras executadas em 2015. Conforme estava previsto em seu Plano de Investimentos, a empresa construiu a subestação Portão, que trará significativos benefícios para clientes das regiões dos Vales do Caí e do Sinos, no Rio Grande do Sul. Trata-se de um investimento de R$ 10,3 milhões para melhorar a qualidade e a confiabilidade do fornecimento de energia elétrica a 50 mil clientes, cerca de 120 mil pessoas nos municípios gaúchos de Portão, Capela de Santana, São Leopoldo e Novo Hamburgo.

Subestações são equipamentos que aumentam a oferta de energia elétrica em uma determinada área, permitindo atender melhor as demandas atuais e projetar as futuras. A de Portão tem potência instalada de 37,5 MVA, o que amplia em 22,5% a disponibilidade de energia elétrica na região, possibilitando folga ao sistema de distribuição, mesmo nos períodos de grande demanda, como no verão. Além disso, mais energia representa possibilidades de atração de novos negócios, com geração de desenvolvimento econômico e social.

Além da subestação foram construídos 14 quilômetros de novas redes, com seis circuitos alimentadores (rede de média tensão que leva energia para as redes de baixa tensão). Esses circuitos também proporcionam mais flexibilidade operativa ao sistema conforme o crescimento da demanda na região, reduzindo o tempo de espera pelo cliente em casos de interrupção no fornecimento e contribuindo para a melhoria nos indicadores de qualidade da companhia.

A solenidade de inauguração terá a presença da diretoria da AES Sul, autoridades municipais e estaduais e lideranças comunitárias e empresariais dos municípios beneficiados. Nos últimos cinco anos a AES Sul construiu nove e ampliou outras quinze subestações, o que trouxe um aumento da oferta de energia elétrica em 26% em toda a área de concessão. Com a de Portão, hoje são sessenta e uma subestações, todas digitalizadas, podendo ser religadas de forma remota, a partir do Centro de Operações da empresa em São Leopoldo (RS), reduzindo o tempo de espera pelos clientes em casos de interrupção. Essas ações fazem parte dos investimentos da AES Sul, que este ano está aplicando R$ 202 milhões e no ciclo 2015-2019, R$ 1,1 bilhão.