Coelce lucra R$ 131,5 milhões no primeiro trimestre de 2015

Receita líquida chegou a R$ 1,08 bilhão. Números de consumidores subiu 3,4% na comparação com mesmo período do ano passado

O lucro da Coelce (CE) no primeiro trimestre de 2015 foi de R$ 131,5 milhões, mais que o dobro do registado no mesmo período do ano passado, de R$ 64,6 milhões. A empresa divulgou na última segunda-feira, 27 de abril, seus resultados financeiros. Na comparação com o último trimestre do ano passado, houve um recuo de 19,3%. A receita operacional líquida foi de R$ 1,08 bilhão, subindo 53,2% na comparação com o primeiro trimestre de 2014. Ela mostrou retração de 12,7% quando comparada com a do trimestre anterior, em que registrou R$ 1,23 bilhão O Ebitda da distribuidora cearense foi de R$ 216,5 milhões no trimestre, representando um aumento de R$ 142 milhões em relação ao mesmo trimestre de 2014, que foi de R$ 75 milhões. Em relação ao trimestre anterior, o Ebitda caiu 42,5%.
 
A Coelce encerrou o primeiro trimestre do ano com um total de 3.649.884 consumidores, 3,4% superior ao mesmo período do ano anterior. O incremento no Ebitda deve-se, principalmente, ao reconhecimento no trimestre das receitas a receber para cobrir os custos adicionais de energia contabilizados no final de 2014, compensado em parte pelo aumento dos custos com compra de energia. Ainda de acordo com a Coelce, os indicadores de DEC e FEC encerraram o trimestre em 11,03 horas e 5,49 vezes, respectivamente, superando os verificados no mesmo trimestre do ano passado, 9,65 horas e 5,10 vezes.

Os custos e as despesas operacionais totalizaram R$ 903 milhões no primeiro trimestre de 2015, número 35,5% superior ao registrado no primeiro trimestre de 2014. O aumento reflete os maiores custos com a compra de energia, devido ao longo período da estiagem no país, que causou uma menor disponibilidade de água nos reservatórios das hidrelétricas.