ONS projeta reservatórios do SE/CO com 32,6% da capacidade em abril

Volume é 0,5 ponto porcentual abaixo do esperado na semana passada, carga aumenta 0,8%

O nível de armazenamento máximo esperado para submercado Sudeste/Centro-Oeste ao final de abril deverá ser de 32,6%. Essa é a expectativa do Operador Nacional do Sistema Elétrico e que foi divulgada nesta sexta-feira, 24 de abril. Esse volume representa uma redução de 0,5 ponto porcentual ante a previsão feita na semana anterior, quando a projeção era de 33,1%. Nos números revelados o Nordeste aparece com 27% ante 26,8% da semana passada, no Sul há um aumento de 35,5% para 37,9% e no Norte recuo de 79,9% para 79,7%.

Segundo o informe semanal do Programa Mensal de Operação, o custo marginal de operação médio foi equalizado em R$ 981,29/MWh para todos submercados à exceção do Norte, que continua em um patamar mais baixo, a R$ 119,33/MWh. As cargas pesada e média voltaram a romper a barreira de R$ 1 mil, ficaram em R$ 1.012,10/MWh e R$ 1.002,20/MWh no SE/CO, Sul e NE, regiões onde a carga leve ficou em R$ 952,06/MWh. Já no Norte a carga pesada ficou em R$ 141,74/MWh e a média e leve em R$ 117,13/MWh.
Na quinta-feira à noite o operador informou que a perspectiva de vazões estava relativamente estável em comparação com a projeção da semana passada. No SE/CO houve manutenção da previsão de ENA a 88% da MLT, no Norte e no NE queda de 1 ponto porcentual e no sul a elevação de 95% para 113% da média histórica.
Já a carga apresentou perspectiva de crescimento em relação ao mesmo mês de 2014. De acordo com o ONS, a demanda deverá aumentar 0,8% ao final de abril, para 65.310 MW médios. O maior índice de crescimento continua na região Nordeste, com avanço de 7%, no SE/CO a previsão é de queda de 0,5%, no Sul espera-se um crescimento de 1,7% e no Norte, queda de 2,9%.
Para checar a evolução do CMO e gerar gráficos com múltiplos parâmetros acesse o Monitor Energia disponível para assinantes do CanalEnergia Corporativo