MME enquadra projeto de Furnas junto ao Reidi

Reforços em 18 subestações terão investimentos de R$ 31 milhões

O Ministério de Minas e Energia autorizou na última segunda-feira, 21 de agosto, o enquadramento ao Regime Especial de Incentivos ao Desenvolvimento da Infraestrutura do projeto de reforços em instalação de energia elétrica sob titularidade de Furnas, e que compreende reforços nas subestações Foz do Iguaçu, Itaberá, Tijuco Preto, Ibiúna, Serra da Mesa, Angra, Cachoeira Paulista, Itumbiara, Ouro Preto, Marimbondo, Poços de Caldas, Bateias, Bandeirantes, Guarulhos, Corumbá, Barro Alto, Águas Lindas e Brasília Sul.

Os empreendimentos estão localizados respectivamente em Brasília, no Distrito Federal; Águas Lindas de Goiás, Aparecida de Goiânia, Barro Alto, Caldas Novas e Minaçu, todos em Goiás; Araporã, Fronteira, Ouro Preto e Poços de Caldas, em Minas Gerais; Campo Largo, Foz do Iguaçu e Manoel Ribas, no Paraná; Angra dos Reis no Rio de Janeiro e Cachoeira Paulista, Ibiúna, Itaberá, Mogi das Cruzes e São Paulo, no Estado de São Paulo.

O período de execução do projeto vai de junho de 2016 até dezembro de 2018 e irá demandar investimentos de R$ 31 milhões sem a incidência de impostos.