Aneel aprova reajustes tarifários de cooperativas do interior de Santa Catarina

Novas tarifas serão aplicadas aos consumidores catarinenses a partir do próximo dia 30 de setembro

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou os processos tarifários anuais de seis cooperativas de distribuição de energia elétrica localizadas no interior de Santa Catarina. As novas tarifas serão aplicadas a partir de 30 de setembro.

Para a Cooperativa de Eletrificação Rural Anita Garibaldi Ltda. foi aprovado aumento médio de 21,76%, com efeito de 21,35% para os consumidores atendidos em baixa tensão e de 22,95% para os clientes em alta tensão. A Cergal atende cerca de 17 mil unidades consumidoras no interior de Santa Catarina.

As tarifas da Cooperativa de Eletricidade de Gravatal vão aumentar em média 20%, com impacto médio de 21,64% no segmento de alta tensão e de 19,58% para os consumidores em baixa tensão. A Cergral atende cerca de 6 mil unidades consumidoras.

Os consumidores da Cooperativa Pioneira de Eletrificação terão índice médio de 21,59%, com efeito médio de 17,70% para os consumidores atendidos em baixa tensão e de 24,01% para o segmento de alta tensão. A Coopera fornece energia para cerca de 23 mil unidades consumidoras.

A Cooperativa Energética Cocal terá aumento médio de tarifas de 19,99%, com efeito médio de 16,13% na alta tensão e de 24,96% na baixa tensão. A Coopercocal atende em torno de 10 mil unidades consumidoras.

A Cooperativa Regional Sul de Eletrificação Rural também terá aumento médio de 19,99%, com impacto médio de 31,50% para os consumidores em alta tensão e de 16,13% para os de baixa tensão. A Coorsel atende aproximadamente 8 mil unidades consumidoras.

Única a passar por revisão tarifária, a Cooperativa de Eletricidade de Grão Pará foi autorizada a aplicar aumento médio de 19,99%, com efeito médio de  12,99% para os consumidores em alta tensão e 22,63% em média para os de baixa tensão. A Cergapa fornece energia para cerca de 4 mil unidades consumidoras.