Projetos de transmissão são classificados como prioritários pelo MME

Ministério publicou portarias na edição do DOU e referem-se a lotes no Paraná e na região Nordeste arrematados em abril

O Ministério de Minas e Energia publicou duas portarias na edição desta quarta-feira, 1o de novembro, do Diário Oficial da União, com a aprovação de projetos prioritários de transmissão. O primeiro corresponde ao Lote 01 do Leilão nº 05/2016, realizado em abril. O projeto é de titularidade da empresa ERB1 – Elétricas Reunidas do Brasil S.A. composta pelos consórcio formado por Taesa e Cteep com 50% de participação cada uma. O consórcio apresentou oferta de R$ 267,3 milhões, representando um deságio de 33,24% em relação à Receita Anual Permitida (RAP) prevista pela Agência no valor de R$ 400,4 milhões. O projeto é composto por linhas de transmissão com de extensão de 1,2 mil quilômetros e reforçará o atendimento ao estado do Mato Grosso do Sul e à região do município de Guaíra (PR), bem como, aumentar da confiabilidade do escoamento da hidrelétrica de Itaipu.
Já a segunda, refere-se ao Lote 13 do mesmo leilão. De titularidade da empresa LEST – Linhas de Energia do Sertão Transmissora S.A., formado pelo Consórcio Renascença (CMN Solutions com 0,01% e dois fundos de investimentos da Vinci com os 99,9% restantes). O valor ofertado pela empresa foi de R$ 44,4 milhões representando um deságio de 18,5% em relação à Receita Anual Permitida inicial estabelecida pela Aneel de R$ 54,5 milhões. O lote 13 contém 198 km de linhas de transmissão que visam a expansão estrutural da rede básica dos estados de Sergipe e Alagoas com reforço para escoamento de geração do Nordeste.