Perturbação no SIN desliga Norte e Nordeste e faz Erac atuar no Sul e SE/CO

Houve desligamento de 18 mil MW no NE. ONS investiga causa e atua para recompor sistema

Uma perturbação no Sistema Interligado Nacional nesta quarta-feira, 21 de março, causou o desligamento de cerca de 18 mil MW, localizados na sua maioria nos estados das regiões Norte e Nordeste. Por conta da perda de carga, entrou em funcionamento o primeiro estágio do Esquema Regional de Alívio de Carga do Sistema Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com corte automático de consumidores, no montante de 4.200 MW. Os sistemas Sul, Sudeste e Centro-Oeste ficaram desconectados do Norte e Nordeste.

De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico, às 16h15min a carga já estava praticamente recomposta nos Sul e Sudeste/ Centro-Oeste. O ONS ainda investiga a causa do desligamento e as suas equipes estão atuando para efetuar a recomposição dos sistemas Norte e Nordeste. A Energisa, que distribui energia na Paraíba em estados no Centro-Oeste, disse em um perfil de rede social que o Ministério de Minas e Energia atribuiu a ocorrência a um teste realizado numa linha de transmissão da UHE Belo Monte. Segundo ela, o restabelecimento das cargas estaria sendo gradual. A Neoenergia teve as suas três distribuidoras no Nordeste desligada; a Elektro também foi afetada, mas já foi restabelecida. A Enel também teve a distribuição no Ceará afetada e aguarda informações do Operador Nacional do Sistema e trabalha para normalizar o serviço para todos os clientes.

Essa não é a primeira vez que o Erac atua este ano. No dia 29 de janeiro houve um desligamento nos dois polos do linhão de Belo Monte, que deixou várias regiões do país sem energia, como Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.