Ceal terá empréstimo da RGR para pagar diferenças salariais do Plano Bresser

Pagamento da dívida trabalhista é uma condição estabelecida pelo PPI para lançamento do edital de privatização da empresa

O Ministério de Minas e Energia autorizou o uso de recursos da Reserva Global de Reversão para o pagamento de diferenças salariais do Plano Bresser aos empregados da Companhia Energética de Alagoas. O valor do empréstimo da RGR destinado a essa finalidade deverá ser deduzido do saldo remanescente dos componentes financeiros diferidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica no processo tarifário de 2017.

A Ceal é uma das seis distribuidoras em regime de administração temporária pela Eletrobras, que o governo pretende privatizar até 21 de maio desse ano. Em novembro do ano passado, a resolução do Programa de Parcerias de Investimentos que aprovou a transferência do controle acionário da estatal nessas empresas determinou que, no caso da companhia de Alagoas, a publicação do edital estaria condicionada à homologação judicial de acordo relativo ao pagamento das diferenças salariais do plano econômico. O financiamento da RGR para atender a determinação foi estabelecido pela Portaria 122, publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 6 de abril.