Temer garante que propostas do MME não serão paralisadas

Novo ministro de Minas e Energia tomou posse nesta terça-feira, 10 de abril, em cerimônia no Planalto

O presidente Michel Temer garantiu em discurso na cerimônia de posse de dez novos ministros no Palácio do Planalto que nenhuma das mudanças iniciadas pelo Ministério de Minas e Energia nos últimos dois anos será paralisada na gestão do ministro Moreira Franco. “É um ministro que tem histórico político, conhece o Brasil e conhece os desafios do setor energético”, afirmou Temer nesta terça-feira, 10 de abril.

A nomeação de Moreira para o MME foi recebida com desconfiança no mercado financeiro e no setor elétrico, pelo receio de que todas as propostas discutidas pela equipe anterior, entre elas a privatização da Eletrobras e as medidas de reestruturação do setor, poderiam não ter continuidade. A percepção de risco aumentou com o pedido de exoneração do secretário-executivo Paulo Pedrosa, que foi acompanhado por seus auxiliares mais próximos e pelo presidente da Empresa de Pesquisa Energética. Luiz Augusto Barroso. O lugar de Pedrosa será ocupado pelo secretário de Petróleo e Gás do MME, Márcio Félix.

Temer lembrou que a saída do ministro Fernando Coelho Filho para se candidatar à reeleição como deputado federal por Pernambuco encerra “um ciclo extremamente produtivo” no MME. Ele deu como exemplo a área de petróleo e gás, onde o governo teria estimulado a retomada de investimentos que estavam paralisados. A cerimonia de transmissão de cargo de Moreira Franco está marcada para as 18 horas desta quarta-feira, 11, na sede do ministério. O ministro saiu da solenidade de posse sem falar com a imprensa.