Huawei irá fornecer 75 MW de inversores solares a AES Tietê

Projeto fotovoltaico de multinacional chinesa será o primeiro totalmente digitalizado no Brasil

A Huawei informou na última sexta-feira, 13 de abril, que irá fornecer 75MW de inversores solares do tipo string à AES Tiête. Segundo a multinacional chinesa, este será o primeiro projeto solar totalmente digitalizado no Brasil, e irá representar um marco para a digitalização da indústria fotovoltaica no país.

Henry Xia, gerente geral dos negócios FusionSolar da Huawei para a América Latina, destacou o pioneirismo da parceria e a tecnologia empreendida. “A Huawei está honrada por fazer parte deste projeto pioneiro e investirá todos os seus esforços para ajudar a nossa parceira AES Tiête a concluí-lo. Atualmente, as coisas estão se tornando cada vez mais conectadas e com o 5G, a computação em nuvem e a digitalização estão acontecendo globalmente em todas as indústrias”, afirmou. “Não poderia ser diferente com a energia solar. Acreditamos que com a Huawei FusionSolar Smart PV Solution, que demonstra a tecnologia avançada de troca de calor natural por convecção e a topologia multinível, este projeto irá contribuir para a indústria de energia solar no Brasil com maiores rendimentos, menor LCOE, O&M inteligente e experiências seguras e confiáveis, tornando a digitalização uma tendência para esta indústria”, completou Xia.

Para a Huawei, usinas de energia são como produtos que podem ser fornecidos aos clientes. Ao otimizar e inovar todo o processo, do design da planta à construção e O&M, a empresa transforma em realidade seu valor central de “Rendimentos Maiores, O&M Inteligente, Seguro e Confiável”.

De acordo com a multinacional, a solução otimiza investimentos iniciais, reduz custos de O&M, eleva o rendimento energético, aumentando o ROI da planta fotovoltaica. Ela tem sido amplamente implantada em diversos países e regiões e é fortemente reconhecida por clientes na China, Europa, Japão, América, Índia, Ásia-Pacífico e América Latina.