CPFL Santa Cruz destinou R$ 129 milhões na modernização da rede elétrica em 2017

Distribuidora ampliou em 30% os investimentos nos 45 municípios da sua área de concessão em relação a 2016, que foi de R$ 99,7 milhões

Visando a modernização, manutenção e expansão da rede elétrica de sua área de concessão, a CPFL Santa Cruz (SP) destinou R$ 129,8 milhões em obras em todos os pontos do sistema durante 2017. O valor representa um crescimento de 30% em relação a 2016, contribuindo para elevar os índices de qualidade do fornecimento de energia aos consumidores.

Os aportes realizados têm como objetivo ampliar a eficiência operacional e aumentar a qualidade e a continuidade do fornecimento de energia elétrica. Dentre os trabalhos executados no período, a distribuidora destacou as obras voltadas ao suporte para o crescimento de mercado, tais como adequação de capacidade de subestações e linhas de transmissão, e a manutenção e expansão de redes elétricas.

Buscando se adequar ao crescimento do mercado, R$ 41,6 milhões foram direcionados para ampliação da capacidade de subestações e linhas de transmissão e em adequação de capacidade da rede de distribuição.

Em manutenção e melhorias na rede elétrica, foram dedicados cerca de R$ 40 milhões. Deste total, a concessionária aplicou R$ 11,6 milhões em ações como manutenção programada ou emergencial e substituição de transformadores. Por sua vez, os investimentos em melhoramentos nas redes primária e secundária e instalação de novos equipamentos movimentaram R$ 28,4 milhões.

Outros R$ 22,8 milhões ainda foram empreendidos na ligação de novos consumidores na área urbana e rural, possibilitando o acréscimo de 7.818 novos clientes residenciais, comerciais e industriais ao sistema de distribuição da companhia. Já o desenvolvimento de projetos especiais e focados em Smart Grid (redes inteligentes) contaram com R$ 1,5 milhão em recursos.

“Em toda a sua área de concessão, a CPFL Santa Cruz atua intensamente para oferecer excelência no fornecimento de energia, segurança e qualidade para seus clientes, contribuindo para o desenvolvimento regional. Os investimentos contínuos contribuíram para que a distribuidora alcançasse os melhores indicadores de continuidade no fornecimento de energia do País”, declarou o presidente da distribuidora, Marco Antônio Villela.

Entre as cidades que receberam investimentos, Itapetininga (SP) foi a que recebeu o maior volume: R$ 18,3 milhões. Em seguida vem Jaguariúna (SP), com R$ 9,8 milhões, São Miguel Arcanjo (SP), com R$ 7,4 milhões, Itaí (SP) R$ 6,29 milhões e Jacarezinho (PR), com R$ 6,2 milhões.