Lucro da Equatorial cresce 29,7% no primeiro trimestre 2018

Resultado reflete crescimento do mercado e melhor desempenho operacional

A Equatorial Energia reportou lucro líquido consolidado de R$ 65 milhões no primeiro trimestre de 2018, representando um crescimento de 29,7% na comparação com o primeiro trimestre de 2017. Os dados foram divulgados na noite de quinta-feira, 10 de maio.

De janeiro a março a receita líquida operacional somou R$ 2,4 bilhões, crescimento de 37,7% na comparação com igual período do ano anterior. O potencial de geração de caixa, medido pelo Ebitda (lucro operacional antes de juros, impostos, amortização e depreciação), aumentou 40,5% nos primeiros três meses de 2018, totalizando R$ 301 milhões.

Segundo a Equatorial, o crescimento do Ebitda “é reflexo do crescimento de mercado, do crescimento da Parcela B (custos gerenciáveis) e do menor nível de PDD [Provisão para créditos de liquidação duvidosa] nas distribuidoras Cemar (MA) e Celpa (PA)”.

O volume total de energia distribuída pelo Grupo atingiu 3.497 GWh, com aumento de 3,9% no mercado da Cemar e de 4,1% na Celpa, relativamente aos volumes do primeiro trimestre de 2017.

As perdas totais na Cemar fecharam o primeiro trimestre de 2018 em 16,8% da energia injetada, com queda de 0,4 p.p em relação a quarto trimestre de 2017. Na Celpa, as perdas totais encerraram em 27,2% da energia injetada, queda de 0,3 p.p..

Na Celpa, os indicadores de qualidade DEC e FEC encerraram o trimestre em 26,7 horas e 17,2 vezes. Na Cemar, os índices DEC e FEC encerraram o período em 13,2 horas e 7,2 vezes.

De janeiro a março de 2018, os investimentos consolidados da Equatorial (incluindo o segmento de transmissão) totalizaram R$ 369 milhões, 7,5% maiores do que os investimentos realizados em igual período do ano passado.