Ômega termina primeiro trimestre do ano com prejuízo de R$ 16,9 milhões

Receita líquida da empresa chegou a R$ 179,7 milhões

A Ômega Geração terminou o primeiro trimestre do ano com prejuízo de R$ 16,9 milhões. No mesmo período do ano passado, houve lucro de R$ 14,9 milhões. A empresa divulgou nesta terça-feira, 15 de maio, os resultados financeiros do período. A receita líquida operacional cresceu 190% ficando em R$ 179,7 milhões, valor bem acima dos R$ 61,9 milhões registrados no primeiro trimestre de 2017. O Ebitda da Ômega também cresceu neste trimestre, chegando a R$ 67,6 milhões, maior que os R$ 31,3 milhões anteriores.

De acordo com a empresa, o resultado operacional está dentro das expectativas da Ômega. O plano de produção e comercialização para este ano vai viabilizar a entrega do crescimento esperado do portfólio atual, além das margens anuais nos patamares dos últimos 2 trimestres de 2017. Ela descontratou 151 MW médios do seu portfólio via MCSD e recontratou a venda desse volume no mercado livre a preços, em média, R$ 53,67MWh acima dos contratos regulados.

Ainda segundo a Ômega sua capacidade instalada bruta está em 476,2 MW e a sua geração de energia chegou a 442,7 GWh, com a totalidade os parques operando. A dívida líquida da empresa está em R$ 1,4 bilhão.