Fitch atribui rating ‘AAA(bra)’ para proposta de emissão de R$ 410 milhões da Enel CE

Recursos serão destinados ao reembolso de gastos, despesas e dívidas relacionadas a investimentos realizados ao longo de 2017

A Agência de classificação Fitch Ratings atribuiu o Rating Nacional de Longo Prazo ‘AAA(bra)’ com perspectiva estável à proposta de sexta emissão de debêntures da Enel Distribuição Ceará. O montante é de até R$ 410 milhões, com pagamento em duas séries, com vencimento da primeira em 2023, e em 2025 para a segunda. Os recursos serão destinados a reembolso de gastos, despesas e dívidas relacionadas a projetos de investimentos realizados ao longo de 2017, além de reforço no capital de giro.

Segundo a Fitch, o rating reflete a qualidade de crédito da Enel Américas S.A, sua controladora indireta. A avaliação considera os fortes vínculos estratégicos, financeiros e legais entre ambas, de acordo com a metodologia Parent and Subsidiary Rating Linkage.

A análise também contempla o perfil financeiro consolidado da Enel Brasil. A expectativa é de que o grupo conseguirá administrar seu fluxo de caixa livre (FCF) — que deve se manter negativo até 2020 —, tendo em vista a adequada posição de liquidez e a satisfatória flexibilidade financeira (beneficiada pelo suporte do controlador), mantendo alavancagem líquida consolidada em patamares conservadores e limitados a 3,0 vezes. A avaliação também considera o moderado risco regulatório do setor elétrico brasileiro e o risco hidrológico, atualmente acima da média histórica.

Na visão da agência, o perfil de crédito dos agentes do setor elétrico brasileiro se beneficia de sua importância estratégica para sustentar o potencial de crescimento econômico do país e fomentar investimentos. O governo federal tem atuado para contornar problemas sistêmicos que impactem o fluxo de caixa das empresas e pautado discussões para aprimorar o já testado marco regulatório.