Consumo de energia subiu 1,5% em 2018, afirma CCEE

Pequena recuperação econômica e elevação da temperatura provocaram aumento da demanda no 1º quadrimestre; ACL representou 30% do total consumido no Sistema durante o período

O consumo de energia elétrica no Brasil durante os quatro primeiros meses de 2018 alcançou 63.769 MW médios, valor 1,5% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, quando foram consumidos 62.814 MW médios. O levantamento foi realizado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica.

Em janeiro, o consumo ficou praticamente estável frente a 2017, com incremento de 0,3%. Já em fevereiro, o consumo apresentou retração de 2,1%, sendo o único mês a registrar redução. A partir de março, os números indicam uma recuperação do consumo, com crescimento de 3% em março e 4,8% em abril.

Ao avaliar o consumo acumulado no quadrimestre, o país apresenta um pequeno crescimento da demanda por energia, somando 1,5%, impulsionado principalmente pelo desempenho em abril.

A análise por ambiente, por sua vez, reforça o cenário dos últimos dois anos, que consolida a elevação do consumo no Ambiente de Contratação Livre (ACL), explicado pelo movimento de migração dos consumidores vindos do Ambiente de Contratação Regulada (ACR).

O Mercado Livre (ACL) registrou consumo de 18.926 MW médios entre janeiro e abril deste ano, o que representa um aumento de 7,1% e cerca de 30% do total consumido no Sistema. No mesmo período de 2016, esse montante foi de 17.673 MW médios, 28% do total.

No ACR, o consumo total entre janeiro e abril foi de 44.842 MW médios, frente aos 45.141 MW médios registrados no ano passado, determinando uma ligeira retração de 0,7% no consumo total. Ao excluir o impacto da migração, o ACR apresenta elevação de 1,2% no consumo, principalmente pelas temperaturas mais altas em 2018. Já o mercado livre alcança crescimento de 2,4%, demonstrando uma pequena recuperação econômica.