Aneel aprova minuta de contrato de renovação da concessão da UHE Porto Primavera

Processo é fundamental para privatização de Cesp. Reunião foi a primeira do colegiado com os dois novos diretores

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou em reunião extraordinária realizada nesta quarta-feira, 30 de maio, a minuta do termo do novo contrato de renovação da outorga da UHE Porto Primavera (SP/ MS – 1.540 MW), que pertence a Cesp. O contrato, que prorroga a concessão por mais 20 anos, deverá fazer parte do edital de privatização da estatal e é fundamental para a venda da empresa, uma vez que Porto Primavera é o maior ativo da estatal.

Caso seja concedida nova outorga, a garantia física da usina passará para 886,8 MW med. A usina tem uma previsão de instalação de mais quatro turbinas que constam do projeto original e da elevação do reservatório em dois metros, saindo de 257 metros para 259 metros. Para operar nessa nova cota, a Cesp deverá atender todos os requisitos junto aos órgãos ambientais.

A reunião marcou a primeira participação já no quadro da diretoria dos dois novos diretores da agência, Ricardo Limp e Sandoval Feitosa. Na abertura da reunião, o diretor geral da agência, Romeu Rufino, lembrou da importância da chegada deles, já que as deliberações estavam sendo feitas com o quórum mínimo. “Os dois são muito bem-vindos”, disse Rufino. O outro diretor remanescente da Aneel, André Pepitone, também saudou a entrada de Limp e Feitosa, lembrando a passagem anterior que os dois já tiveram no quadro de funcionários da casa, junto com o próprio Pepitone.

Comedidos, Ricardo Limp e Sandoval Feitosa agradeceram as menções elogiosas. Limp ressaltou que era um prazer voltar à agência para um fortalecimento cada vez maior do setor. Já Feitosa desejou sorte a toda a diretoria, uma vez que ela vai ter muitos desafios pela frente. A cerimônia de posse dos diretores deverá ser realizada no próximo dia 13 de junho.