ONS projeta crescimento de 1% na carga em junho

Crescimento será sustentado principalmente pelo subsistema Nordeste

A carga de energia elétrica deve atingir 63.630 MW médios em junho, o que significará um crescimento de 1% em relação à carga verificada em junho de 2017. Esse crescimento será sustentado principalmente pelos subsistemas Nordeste (3,1%), Sul (1,3%) e Sudeste (1,1%). Para o subsistema Norte, a estimativa é de queda de 4,2%.

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 30 de maio, pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). No mês que se inicia na próxima sexta-feira, o órgão estima que as afluências ficarão em 77% da média histórica no Sudeste, região que concentra 70% dos reservatórios do país. Para os demais subsistemas, as expectativas são: 61% (Sul), 39% (Nordeste) e 84% (Norte).

Caso as previsões de carga e afluências se confirmem, os reservatórios devem chegar ao fim de junho com armazenamento máximo de 40,7% no Sudeste, 63,5% no Sul, 37,1% no Nordeste e 71,5% no Norte.