State Grid tem prazo estendido para calcular preço de OPA por CPFL Renováveis

Nova data estabelecida pela CVM é de 18 de junho, prazo anterior venceu na última segunda-feira, 4 de junho

A Comissão de Valores Mobiliários deu mais prazo para que a State Grid reveja os preços ofertados para a aquisição das ações da CPFL Renováveis por meio de uma Oferta Pública de Ações. O prazo inicial encerrava-se na segunda-feira, 4 de junho, e agora foi estabelecido 18 de junho como nova data. No mês passado, a CVM apontou que a empresa compradora deveria utilizar dados anuais do resultado ebitda (antes de juros, impostos, depreciação e amortização) e não os dados trimestrais para o cálculo. Esse método, argumentou, evitaria distorções originadas por efeitos sazonais e a incorporação de visão prospectiva das companhias, a fim de refletir as diferenças em suas expectativas de crescimento.
Desde que a chinesa fez a oferta para a alienação de todas as ações da CPFL Energia, incluindo o controle da empresa de geração por fontes renováveis, há uma disputa entre os minoritários que querem um valor mais elevado.