Eletropaulo contesta Idec quanto a queda de qualidade de serviços

Concessionária recém adquirida pela Enel destaca ter aplicado R$ 1 bilhão na modernização da rede somente no ano passado

A Eletropaulo contestou a informação do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) divulgada nesta semana de que a concessionária prestou serviço abaixo da qualidade nos últimos anos. A constatação se deu por pesquisa divulgada pelo instituto, que revelou queda na qualidade do serviço prestado pela Eletropaulo desde 2009.
A concessionária, que teve sua venda oficializada para a italiana Enel na última segunda-feira, 4 de junho por R$ 5,6 bilhões, apontou em nota que reafirma seu compromisso com o aumento da eficiência operacional, buscando a evolução contínua de nossos serviços e o atendimento aos limites regulatórios.
E continua ao afirmar que de 2018 a 2022, a concessionária planeja investir R$ 4,9 bilhões em tecnologia, inovação e na maior eficiência no atendimento aos clientes. No ano passado, ressaltou a empresa, aplicou R$ 1 bilhão na modernização da rede, o que contribuiu para atingir um Índice de Satisfação com a Qualidade Percebida (ISQP) de 74,9%, a redução de 25,4% na duração média (DEC) e de 10% na frequência  (FEC)  de interrupções no fornecimento de energia elétrica  em relação ao ano anterior . E que somente no primeiro trimestre de 2018, a Eletropaulo registrou os melhores índices dos últimos 10 anos, com queda de 33%,  no DEC, e de 20%, no  FEC, em relação ao mesmo período do ano passado, consolidando a tendência de  melhoria de seus indicadores operacionais.