Fitch eleva ratings da Eletrobras e de Furnas

Segundo a agência, elevação reflete o gradual fortalecimento do perfil de crédito da companhia

A agência de classificação de risco Fitch elevou os ratings de probabilidade de inadimplência do emissão (IDRs) de longo prazo em moeda estrangeira e local da Eletrobras e de sua subsidiária Furnas para ‘BB-‘, de ‘B+’. Ao mesmo tempo, a agência elevou os ratings nacionais de longo prazo das companhias para ‘AA(bra)’, de ‘AA-(bra)’. A perspectiva dos ratings é estável.

Segundo a Fitch, a avaliação considera a continuidade do suporte da União à Eletrobras, bem como o gradual fortalecimento do perfil de crédito individual da companhia após algumas medidas de redução de custos, que podem ser reforçadas em caso de conclusão do programa de venda de ativos relevantes.

“A Eletrobras possui forte vínculo com o Brasil, devido à sua importância estratégica como maior empresa brasileira de energia e ao controle direto da companhia pelo soberano, que detém 51% de seu capital votante. O soberano também garante cerca de 30% da dívida consolidada da Eletrobras mantida no balanço”, escreveu a agência em relatório divulgado nesta sexta-feira, 15 de junho.