Governo faz balanço de obras do setor de energia

Dos 97 empreendimentos previstos, 63 já foram finalizados no primeiro semestre

O Ministério de Minas e Energia divulgou um balanço das obras previstas no programa Avançar Energia. Das 97 ações distribuídas entre geração, transmissão de energia e petróleo e gás, 63 delas já foram finalizadas, o que representa 65% do total cadastrado. Até o final de 2018, a meta é concluir mais 34 projetos com investimento de aproximadamente R$ 29 bilhões.

Na área de geração de energia, foram acrescentados 1.977 MW de potência instalada. Desse montante, destaque para fontes renováveis, que receberam R$ 6,1 bilhões para o acréscimo de 819 MW de solar e 458,1 MW de eólica. Também foi investido R$ 8,5 bilhões para interligar 4.986 km de rede ao Sistema Interligado Nacional (SIN). A principal obra foi a interligação de Belo Monte à região Sudeste do país por meio de uma linha ultra alta tensão de energia elétrica de 800kV. A hidrelétrica de Teles Pires também foi interligada com a conclusão da linha de transmissão de 500 kV Ribeirãozinho – Marimbondo II.

Em abril de 2018, entrou em operação a Plataforma FPSO P-74, que vai desenvolver a produção do campo de Búzios, no Pré-Sal, com capacidade de processamento de 150.000 bpd (barris por dia) de óleo, compressão de 7 MM m³/dia (milhões de metros cúbicos ao dia) de gás e armazenamento de 1,4 MM bbl (milhões de barris). Em junho, foi a vez da Plataforma FPSO Cidade de Campos dos Goytacazes, com capacidade de processamento de 150 mil bpd, que irá desenvolver a produção dos campos de Tartaruga Verde e Tartaruga Mestiça.

Também na área de Petróleo e Gás, o navio Gilberto Freyre, 5º gaseiro a integrar a frota da Transpetro, partiu do Terminal de Suape (Ipojuca/PE) para Fortaleza (CE), onde fez a sua primeira operação de descarregamento. O navio está preparado para transportar Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) e operar em todas as regiões do Brasil e da América do Sul. Outro navio entregue foi o AFRAMAX – Castro Alves, no Estaleiro Atlântico Sul, que representa o primeiro navio de um lote de 5 navios, com capacidade de transporte de 114 mil tpb (tonelada de porte bruto). Além disso, foram concluídas as pesquisas exploratórias, na área de petróleo e gás, da Bacia do Paraná (Fase II) e da Bacia Sedimentar do Parecis, somando mais de R$ 100 milhões em investimentos totais.

Dentro do Eixo Social e Urbano, o programa Luz para Todos avança com novas 41.036 ligações (82% das 49.942 ligações planejadas para o Avançar), ampliando a capacidade de emprego e renda e a qualidade de vida.