Comissão de Infraestrutura aprova indicações para a diretoria da Aneel

Indicações de André Pepitone e de Efrain Cruz ainda terão que passar pelo plenário do Senado

A Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado aprovou por 18 votos a um as indicações de André Pepitone e Efrain Cruz para a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica. Funcionário concursado da Aneel, Pepitone vai ocupar a diretoria-geral da autarquia em agosto, após concluir o segundo mandato como diretor. Ele será substituído no cargo atual por Efrain Cruz advogado com passagens pela diretoria da Eletrobras Rondônia.

Os nomes terão de ser ratificados pelo plenário do Senado, o que deve ocorrer  ainda hoje. Os novos diretores da agência foram sabatinados na comissão nesta quarta-feira, 11 de julho.

Efraim Cruz, indicado para diretor da Aneel 

Em sua apresentação, Pepitone destacou o cenário de mudanças tecnológicas do setor como o grande desafio de sua gestão e prometeu uma atuação pautada pelo diálogo. “Recebo minha escolha como uma homenagem ao corpo de servidores da Aneel”, disse o dirigente, que defendeu um ambiente propício aos negócios.

Cruz prometeu diálogo e interação e lembrou que o setor elétrico brasileiro vivenciou nos últimos anos uma corrida à justiça para a solução de questões não resolvidas. Ele citou como exemplos o impasse sobre o risco hidrológico dos geradores e a indenização às transmissoras. Para o diretor, a transformação do cenário energético brasileiro tende a aumentar despesas e diminuir receitas das empresas, e a agência reguladora tem o desafio de criar condições para amparar essa nova modelagem de negócios do setor.

André Pepitone, novo diretor-geral da Aneel Fotos: Pedro França/Agência Senado