Engie busca captar R$ 746 milhões com debêntures

Recursos serão utilizados para cobrir gastos, despesas ou dívidas relacionadas aos projetos Campo Largo, Jaguara e Miranda

A Engie enviou um comunicado ao mercado na última quinta-feira, 12 de julho, informando sobre a oferta pública para distribuição de 746.610 debêntures simples, não conversíveis em ações, em duas séries, com valor unitário de R$ 1 mil, perfazendo o montante total de R$ 746,61 milhões. A oferta está programada para 15 de julho e está sob a coordenação do Banco Bradesco BBI.

As debêntures formam a 7ª emissão da companhia. A primeira série terá 515.353 títulos, com vencimento em sete anos (jun/2025) e remuneração de 5,6579% a.a.. A segunda série terá 231.257 títulos, com vencimento em dez anos (jun/2028) e remuneração 5,9033% a.a. Segundo a Engie, os recursos serão utilizados para cobrir gastos, despesas ou dívidas relacionadas aos projetos Campo Largo, Jaguara e Miranda. O montante estimado para a conclusão do projeto Campo Largo é de R$2,05 bilhões.