CPFL Energia moderniza inspeções na rede com tecnologia de detecção termográfica

Nova tecnologia é embarcada nos veículos operacionais da companhia, reduzindo pela metade o tempo de fiscalização nos municípios atendidos pelas distribuidoras do Grupo

A CPFL Energia aprimorou o processo de inspeção dos mais de 440 mil quilômetros de redes elétricas administradas por suas distribuidoras nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. O procedimento realizado por equipes de campo, a partir de sensores de calor, passou a ser feito por meio de equipamentos instalados nos veículos operacionais, identificando de forma mais rápida problemas na fiação elétrica a partir da verificação de pontos com temperatura acima do normal.

A nova tecnologia traz mais agilidade na identificação e execução dos serviços de manutenção. Com apenas um veículo, é possível inspecionar cerca de 12 mil quilômetros de rede por ano, o dobro da produtividade do modelo anterior. Na prática, isso irá se traduzir em mais confiabilidade e qualidade do serviço para os 9,3 milhões de clientes atendidos pelo Grupo CPFL.

O projeto desenvolvido pela área de engenharia do Grupo CPFL contempla a instalação de câmeras termográficas no teto do veículo operacional. A equipe monitora o equipamento a partir de um visor e, ao identificar um ponto de emissão de calor fora do padrão normal, o carro é estacionado e o registro fotográfico do local é efetuado. As informações são compiladas para dar prosseguimento aos serviços necessários de manutenção. Ambas as câmeras podem ser movimentadas por meio de um controle interno para facilitar o processo de inspeção da rede.

O mapeamento termográfico possibilita identificar os pontos da rede que se encontram em condições irregulares devido à danos causados por elementos externos, como linhas de pipa ou galhos de árvores, ou por conta do desgaste natural pelo tempo de uso. Com o reconhecimento dos pontos quentes, os eletricistas realizam os reparos na rede elétrica, diminuindo as interrupções no fornecimento de energia.

Neste primeiro momento, o veículo com inspeção termográfica irá inspecionar os 234 municípios da área de concessão da CPFL Paulista. A tecnologia tem sido utilizada em diversas cidades da distribuidora, como as regiões de Bauru, Ribeirão Preto e Campinas O investimento no projeto foi de R$ 307 mil e a expectativa é que a tecnologia seja gradativamente usada na inspeção de rede das demais concessionárias do Grupo.

O diretor de Engenharia da CPFL Energia, Caius Malagoli, assinalou que a empresa investe continuamente para garantir os melhores indicadores de continuidade no fornecimento de energia no país: “Com a inspeção termográfica embarcada, otimizamos os recursos e ganhamos em agilidade na correção de problemas antes que eles resultem em interrupção de energia, contribuindo para melhorar ainda mais a qualidade da nossa prestação de serviço aos nossos clientes.

Projeto de pesquisa aprimora tecnologia

Em paralelo, a área de inovação da CPFL Energia também está realizando um projeto de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), com recursos da Agência Nacional de Energia Elétrica, visando a ampliação do nível de produtividade da inspeção termográfica. Com mais de R$ 2 milhões em investimentos, o Grupo está testando o uso conjunto da tecnologia com software de reconhecimento de imagem, que detecta, fotografa e registra os pontos de emissão de calor automaticamente, sem a necessidade de um operador compilando as informações.

A imagem capturada é analisada por um programa que identifica se há pontos de aquecimento na rede e gera um relatório com informações para a realização de manutenção, indicando o endereço por meio de geolocalização. O projeto, que será concluído em agosto deste ano, em etapa de testes de campo, tem como outra vantagem a possibilidade de realizar a inspeção da rede elétrica com o veículo em movimento, tornando o processo de inspeção ainda mais ágil.