Taesa consegue licença prévia para projeto no Paraná

Licitado em 2017, ERB 1 terá investimentos de R$ 1,93 bilhão e RAP de R$ 280,9 milhões

A Taesa anunciou em comunicado ao mercado na última terça-feira, 18 de setembro, que o Instituto Ambiental do Paraná expediu a Licença Prévia para as instalações de 230 kV da Elétricas Reunidas do Brasil, que compreende a LT 230 kV Sarandi-Paranavaí Norte, com cerca de 81 km de extensão, a SE Paranavaí Norte 230/138 kV e a SE Sarandi 525/230 kV.

De acordo com o comunicado, o ERB1 é o lote 1 do leilão de transmissão nº 005/2016, realizado em abril de 2017, arrematado em parceria com a Cteep, em que cada uma tem 50%. O empreendimento de transmissão fica no Paraná e vai ter 600 quilômetros de extensão e três subestações, totalizando um investimento de R$ 1,93 bilhão e uma Receita Anual Permitida de R$ 280,9 milhões para o ciclo 2018-2019. O prazo estipulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica para energização de ERB1 é agosto de 2022.

A transmissora está com oito projetos em construção, que totalizam R$ 3,2 bilhões de investimentos e R$ 584 milhões de RAP. A empresa diz no comunicado que está trabalhando na antecipação de entrega de alguns deles, buscando eficiência de investimento e de financiamento, de modo a alavancar ainda mais os retornos destes empreendimentos.