CPFL Piratininga investiu mais de R$ 50 milhões na modernização do sistema no 2º tri

Aportes realizados nas 27 cidades da área de concessão cresceram 8,9% em relação a 2017, sendo direcionados para expansão e manutenção da rede elétrica

A CPFL Piratininga (SP) anunciou que aplicou cerca de R$ 50,5 milhões na modernização, manutenção e expansão do sistema elétrico da sua área de concessão, durante o segundo trimestre de 2018. O valor representa um crescimento de 8,9% em relação ao mesmo período do ano passado e tem como objetivo aumentar o nível de conforto e qualidade do serviço oferecido aos consumidores. No primeiro semestre deste ano, o investimento da concessionária totalizou R$ 100,6 milhões, alta de 17,9% frente ao mesmo intervalo de 2017.

Segundo a concessionária, a Baixada Santista foi a região que recebeu o maior volume de investimentos, totalizando R$ 10,8 milhões. Em segundo lugar vem Ibiúna, com R$ 7,6 milhões, seguida por Araraquara, R$ 5,6 milhões, Salto de Pirapora, com R$ 2,6 milhões e Jundiaí, somando R$ 2,4 milhões.

Do total aplicado entre janeiro e junho, R$ 9,6 milhões foram utilizados para ligação de novos consumidores nas áreas urbana e rural, através da ampliação da rede elétrica e da instalação de novos medidores, o que possibilitou o acréscimo de 8.286 novos consumidores. Outros $ 9,5 milhões foram direcionados para acompanhar o crescimento do mercado e garantir a qualidade dos serviços, através da ampliação da capacidade de subestações e linhas de transmissão, além da adequação de capacidade da rede de distribuição.

Já para ações de manutenção e melhorias na rede elétrica foram reservados R$ 17,6 milhões, com R$ 7,5 milhões destinados a manutenção e melhorias nas redes primária (instalação do spacer cable) e secundária (colocação de cabos multiplexados) e R$ 10,1 milhões para instalação de novos equipamentos. Quanto ao desenvolvimento de projetos especiais, que consistem em planos de modernização das redes de Transmissão e Distribuição e em projetos de Smart Grid , foram dedicados em torno de R$ 5,2 milhões.

Para o presidente da companhia, Carlos Zamboni Neto, a empresa trabalha continuamente para oferecer excelência na prestação do serviço, qualidade no fornecimento de energia e segurança aos seus consumidores, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico dos municípios de sua área de concessão. “O Grupo CPFL está presente na vida seus clientes o tempo todo e investe em infraestrutura para levar a melhor qualidade no fornecimento de energia elétrica do País”, definiu.