Alienação de ativos da CEB é paralisada

Empresa cumpre determinação da do Tribunal de Contas do Distrito Federal que pediu esclarecimentos à estatal

O processo de venda dos ativos da CEB foi paralisado. De acordo com comunicado da empresa, publicado no site da Comissão de Valores Mobiliários, uma decisão do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF), determinou a suspensão da alienação das participações acionárias detidas pela CEB nas sociedades Energética Corumbá III, CEB
Lajeado, Corumbá Concessões e BSB Energética. Bem como as participações societárias detidas pela CEB Participações na sociedade Corumbá Concessões e no Consórcio com a Cemig na UHE Queimado.
No comunicado não há esclarecimento mais detalhado do porquê dessa decisão, apenas citou que foi fixado um prazo de cinco dias para que preste esclarecimentos. A CEB apontou que “na expectativa da manutenção do cronograma, a companhia prestará as informações requeridas no prazo estabelecido pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal”.
A companhia estatal estava com audiência pública aberta para esse processo de alienação até o dia 10 de outubro. No edital ainda não constava o valor mínimo para a venda das participações que a empresa detém nos ativos em questão.