Aneel aprova interligação de Itacoatiara (AM) ao SIN

Agência autorizou o enquadramento do projeto de substituição da geração térmica e o repasse à Amazonas de R$ 119,4 mi da CCC

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou o enquadramento do projeto de integração da cidade de Itacoatiara (AM) ao Sistema Interligado Nacional, para repasse de R$ 119,4 milhões em recursos da Conta de Consumo de Combustíveis à Amazonas Distribuidora. O investimento nas instalações de distribuição que farão essa interligação será pago em aproximadamente 13 meses, segundo a Aneel.

O cálculo foi feito com base na geração de energia termelétrica no sistema isolado de Itacoatiara, que tem custo mensal médio da ordem de R$ 9,2 milhões. Isso dá um valor anual de R$ 110 milhões.

O investimento reconhecido pela Aneel é inferior ao calculado de acordo com o banco de preços da agência reguladora. O diretor-geral da autarquia, Andre Pepitone, destacou que a interligação terá impacto na tarifa, porque vai contribuir para a redução das despesas da CCC e da Conta de Desenvolvimento Energético.

“Estamos deliberando hoje Itacoatiara, mas está para vir para o colegiado Parintins e Humaitá”, afirmou Pepitone. O diretor calcula que a integração das três localidades do Amazonas vai reduzir em 0,7% o custo da CCC.

Além disso, acrescentou, há esforço semelhante visando à instalação da linha de transmissão Manaus (AM) – Boa Vista (RR) e também à interligação da cidade de Cruzeiro do Sul (AC). Pepitone disse que vai buscar interlocução com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis para permitir a construção do empreendimento que vai integrar a capital de Roraima ao SIN.