PLD sobe 5% em razão da expectativa de queda nas afluências

Preço foi fixado em R$ 149,95/MWh em todos os submercados

O Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) para o período entre 3 e 9 de novembro subiu 5% ao passar de R$ 142,40/MWh para R$ 149,95/MWh nos submercados Sudeste/Centro-Oeste, Sul, Nordeste e Norte, informou a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Segundo a instituição, a elevação do PLD se deu principalmente em função da expectativa de redução nas afluências previstas para o sistema (de 100% para 97%), especificamente no Sudeste, onde as ENAs devem ficar em 103% da média histórica, redução de 2.000 MW médios frente à última previsão. A expectativa é de afluências em 111% da média histórica no Sul, 59% no Nordeste e em 69% no Norte.

Já a carga esperada para a próxima semana deve ficar em torno de 40 MW médios mais baixa, com redução apenas no Sul (-125 MW médios). No Nordeste, a previsão indica elevação em torno de 90 MW médios na carga, que segue inalterada nos demais submercados.

Os níveis dos reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN) ficaram cerca de 920 MW médios mais altos em relação ao esperado, com elevação no Sul (+1.065 MW médios) e no Nordeste (+260 MW médios). Nos demais submercados os níveis estão mais baixos: no Sudeste (-205 MW médios) e no Norte (-200 MW médios).

O fator de ajuste do Mecanismo de Realocação de Energia (MRE) esperado para novembro foi revisto de 77,9% para 77,7%. Os Encargos de Serviços do Sistema (ES)S previstos para o mês estão em R$ 63 milhões, montante em sua totalidade referente à restrição operativa.