Omega Geração conclui compra de 50% do complexo solar Pirapora

Operação teve custo de R$ 1,1 bilhão e deixa capacidade instalada da geradora em 745 MW

A Omega Geração anunciou na última sexta-feira, 10 de dezembro, a conclusão da aquisição de 50% dos ativos do Complexo Pirapora (MG), maior usina fotovoltaica do Brasil. A companhia deu início à transação em 14 de agosto. O preço final da transação foi de R$ 1,1 bilhão, sendo R$ 456 milhões pagos em dinheiro e R$ 644 milhões em assunção de endividamento. A empresa adquiriu participação de 30% do ativo da EDF Renewables e 20% da Canadian Solar UK Projects. Com a conclusão, Omega e EDF Renewables deterão, cada uma, participação de 50% no Complexo Pirapora. Em agosto deste ano, a geradora anunciou a operação. O complexo é composto por 11 usinas já em operação comercial, totalizando 321 MW de capacidade instalada.

De acordo com Antonio Augusto Torres de Bastos Filho, CEO da Omega Geração, a compra do Complexo Pirapora representa uma importante diversificação de fonte no portfólio. Para ele, Pirapora é ativo excelente que atende aos padrões de alta qualidade e torna os fluxos de caixa da empresa ainda mais previsíveis, devido à essa diversificação de região e fonte.

Após esta transação e a incorporação dos complexos Delta 5 e Delta 6, esperada para o início de 2019, a capacidade instalada da Omega chegará a 745 MW, dos quais 67% vêm de fontes eólicas, 22% de energia solar e 11% de fontes hídricas.