Oliveira Energia leva a Amazonas Distribuidora

Empresa já havia arrematado a Boa Vista Energia em agosto com a proposta mínima, mesmo lance ofertado nesta oportunidade

A Oliveira Energia, em consórcio com a Atem, voltou a sair vencedora de leilão de privatização de distribuidora da Eletrobras. Depois de arrematar a Boa Vista Energia em 30 de agosto, a empresa oriunda da região Norte do país ficou com a Amazonas Distribuidora no certame de privatização da companhia realizado nesta segunda-feira, 10 de dezembro, na sede da B3, em São Paulo. A proposta vencedora previu um índice combinado de flexibilização tarifária e outorga de zero. O indicador representa o abatimento proposto pela empresa no reajuste tarifário previsto para a distribuidora após a privatização.
Segundo as regras do leilão, a Oliveira terá que fazer um aporte inicial de R$ 491,4 milhões, além de pagar os R$ 50 mil pelas ações definidos em edital pelo BNDES. A empresa assumirá ainda uma dívida de R$ 2,1 bilhões.
Essa foi a única proposta apresentada pela penúltima concessionária de distribuição da Eletrobras e que é a que apresenta o maior volume de dívidas. Além disso, o leilão corria o risco de ser adiado por uma decisão liminar que suspendia os efeitos da decisão da Aneel sobre o acordo do preço do gás entre a distribuidora e a geradora e a Cigás. Contudo, ainda na noite do último domingo, 9 de dezembro, a decisão foi cassada por um recurso no TRF-1.