Futuro ministro diz que não tem ideia pré-concebida sobre privatização da Eletrobras

Bento Albuquerque afirmou após cerimônia na Aneel que os desafios no MME “são enormes”

O ministro indicado de Minas e  Energia, Bento Albuquerque, reafirmou em conversa com jornalistas que não tem “ideia pré-concebida” a respeito da privatização da Eletrobras. O almirante participou nesta terça-feira, 11 de dezembro, da cerimônia de posse de Elisa Bastos da Silva como diretora da Agência Nacional de Energia Elétrica.

Econômico nas respostas, Albuquerque evitou falar quais seriam as prioridades de sua gestão no MME e pediu mais uma vez paciência, afirmando que está em processo de transição para assumir a pasta. “Os desafios são enormes. Não só no setor elétrico, mas também na questão de óleo e gás e de mineração. Tem a cessão onerosa, já que eu falei de óleo e gás; daqui a pouco nós vamos ter que discutir o Anexo C do tratado de Itaipu. E na questão de energia elétrica, é aquilo: fornecer energia mais barata para o consumidor e também para aquele que está investindo no país, que vai começar a crescer”, afirmou.