Furnas inaugura primeiro túnel de vento no país

Equipamento contou com investimentos de R$ 5 milhões e será utilizado não apenas para estudos e energia eólica

Furnas, subsidiária da Eletrobras, inaugurou o primeiro Túnel de Vento do país voltado para estudos e pesquisas da geração de energia eólica. Instalado em Aparecida de Goiânia (GO), no Centro Tecnológico de Engenharia Civil da companhia,  construído em 1983. O equipamento possui 27 metros de comprimento e foi construído durante um ano. É resultado do projeto de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D+I) da empresa e contou com investimentos de R$ 5 milhões.
O objetivo é estudar equipamentos e estruturas para geração de energia eólica, onde será possível mostrar a incidência do vento em equipamentos e torres dos parques eólicos, por meio de modelos reduzidos. E assim, para avaliar o comportamento do vento passando pelas estruturas, em sua potência real ou máxima, e como essas estruturas são impactadas. Com isso é possível analisar a movimentação dos ventos e aprimorar a qualidade dos equipamentos para o melhor aproveitamento de cada unidade.
A subsidiária da Eletrobras é a primeira empresa do setor a investir neste tipo de projeto que, segundo a empresa, será decisivo para o desenvolvimento de pesquisas de integração da energia eólica com a geração nas hidrelétricas da estatal. Com o túnel, apontou, será possível simular o que ocorrerá em casos extremos, onde o vento é um dos principais aspectos que deverão ser conhecidos, além de testar outras estruturas que sofrem a ação direta do vento, como torres e edifícios.
Nos próximos cinco anos, Furnas estima investimentos de R$ 300 milhões em 55 projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação. O montante é três vezes maior do que a empresa destinou para iniciativas do gênero nos últimos cinco anos. Os novos aportes são resultado de mudança no perfil de investimentos em iniciativas de P&D, que passarão a ter foco na geração de novos produtos e negócios.