Âmbar vende ativos à Taesa

Valor do negócio é de R$ 942,5 milhões por ações em 4 empresas que têm mais de 1 mil km de linhas de transmissão

A Âmbar Energia fechou a venda de seus ativos de transmissão com a mineira Taesa. Estão incluídas nesta transação quatro empresas, 100% das ações da São Pedro Transmissora e da São João Transmissora, e ainda, 51% das ações da Triângulo Mineiro Transmissora (TMT)  e da Vale do São Bartolomeu Transmissora (VSB), que somam cerca de 1,2 mil quilômetros de extensão. O valor do negócio é de R$ 942,5 milhões com base em 31 de dezembro de 2018, sendo que estará sujeito a ajustes na data de fechamento. A J&F Investimentos, controladora da Âmbar e da JBS, assinou o contrato na qualidade de garantidora solidária das obrigações dos vendedores.
De acordo com o Fato Relevante da Taesa, o negócio resulta na aquisição de importantes ativos estratégicos localizados nas áreas de atuação da companhia, proporcionando grande complementariedade geográfica com o portfólio de concessões de linhas de transmissão e contribuindo para seu plano de crescimento e para sua consolidação no setor de transmissão brasileiro.
A conclusão da Operação está condicionada ao cumprimento de determinadas condições precedentes, conforme previstas no respectivo contrato, incluindo a aprovação prévia dos órgãos reguladores, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica e a Agência Nacional de Energia Elétrica. E ainda, o não exercício do direito de preferência por Furnas em relação às ações de emissão de TMT e o não exercício do direito de preferência por Furnas e Celg GT em relação às ações de emissão de VSB. A compra será avaliada em assembleia geral extraordinária da Taesa, que ocorrerá no dia 03 de janeiro.
Há outro fator precedente que é a confirmação do cumprimento das obrigações previstas no Acordo de Leniência firmado pela J&F e pelos vendedores, incluindo o compromisso de não serem propostas medidas indenizatórias ou sancionatórias contra a adquirente, e não ocorrência de efeito material adverso.