Usinas do Proinfa custarão R$ 4 bilhões em 2019

Programa foi criado com objetivo de incentivar a expansão das fontes renováveis na matriz elétrica brasileira

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 18 de dezembro, em reunião ordinária em Brasília, o Plano Anual do Proinfa de 2019. A produção estimada das usinas é 11.202.147 MWh, montante igual ao de 2018.

O valor total de custeio a ser rateado com todos os consumidores de energia (exceto baixa renda) será de R$ 4,05 bilhões, contra R$ 3,48 bilhões em 2018.

Somando a potência das usinas de biomassa, eólica e PCHs do Proinfa, chega-se a 2.975 MW de capacidade instalada. No total, são 131 usinas.

O Proinfa foi criado pelo Governo Federal com objetivo de incentivar a expansão das fontes renováveis na matriz elétrica brasileira. Os custos dessas usinas são rateados por todas as classes de consumidores finais atendidos pelo Sistema Interligado Nacional (SIN), exceto os integrantes da subclasse residencial baixa renda.