CCEE: mecanismo de venda de excedentes negocia 270,3 MW med

A maior parte da energia vendida foi especial, com preço de equilíbrio em R$ 155,17/MWh no Sudeste

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica concluiu na última sexta-feira, 4 de janeiro, a primeira etapa do Mecanismo de Venda de Excedentes, em que distribuidoras negociam sobras de energia com agentes do mercado livre. Com participação de 17 distribuidoras e 363 compradores, entre comercializadoras, consumidores livres, especiais e geradores, o mecanismo negociou 270,3 MW médios em contratos de três meses, que terão vigência de janeiro a março de 2019.

A maior parte da energia negociada foi especial, que teve o preço de equilíbrio em R$ 155,17/MWh no Sudeste; no submercado Norte o preço de equilíbrio foi o PLD acrescido de R$ 13/MWh; e no submercado Nordeste ficou o PLD acrescido de R$ 11,63/MWh. Além de ofertar mais energia ao mercado livre, o mecanismo permitiu que sete distribuidoras reduzissem sua sobrecontratação. As empresas que venderam energia foram BV Energia (RR), Cepisa (PI), Celpa (PA), Cemar (MA), Enel Rio (RJ) e Enel São Paulo.

No próximo dia 14 será processada a segunda etapa do MVE, que negociará produtos de 11 meses – fevereiro a dezembro – cujo resultado será divulgado no dia 18. Em 21 de janeiro ocorre a última etapa deste primeiro processamento, com a negociação de contratos de 5 meses, de fevereiro a junho. O resultado será divulgado em 28 de janeiro.