CMSE prevê pouca chuva nas próximas semanas, mas descarta térmicas mais caras

Em sua primeira reunião do ano, Comitê de Monitoramento avaliou que abastecimento de energia elétrica está garantido

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico avaliou, em sua primeira reunião mensal de 2019, que a probabilidade é de pouca chuva nas próximas semanas. O abastecimento de energia elétrica no Sistema Interligado, no entanto, está garantido e não haverá a necessidade de acionamento de usinas térmicas mais caras. A garantia foi dada por especialistas do setor ao ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que conduziu pela primeira vez a reunião do CMSE na última quinta-feira, 10 de janeiro.

Segundo nota do MME, o ministro foi  informado que em janeiro e fevereiro não deverão se repetir  as chuvas abundantes dos meses de outubro e novembro do ano passado. Em dezembro de 2018, choveu abaixo da media histórica em todas as regiões, à exceção da região Norte.

Pelas previsões do Operador Nacional do Sistema Elétrico, a energia armazenada nos reservatórios deve aumentar este mês em relação ao mês passado, passando de 27,6% para 34,1%  nas regiões Sudeste/Centro-Oeste e de 39,8% para 49,3% no Nordeste. Já nas regiões Sul e Norte, o armazenamento deve ficar próximo dos valores de dezembro, com  57,2% e 26,0%.

A capacidade instalada de geração de energia elétrica cresceu 7.220 MW, enquanto a rede de transmissão do SIN cresceu 3.558 km em 2018. A capacidade total soma atualmente 162.840 MW em potência e 145.298 km em extensão de linhas de transmissão.27